Botulismo em Equinos – CAUSAS e Sinais Clínicos

publicado por Eu amo veterinário

Atualizado em

O blog I Love Veterinary é suportado pelo leitor e podemos ganhar uma comissão de produtos comprados por meio de links nesta página, sem nenhum custo adicional para você. Saiba mais sobre nós e nosso processo de análise de produtos >

O que é botulismo em cavalos?

O botulismo em equinos é causado por uma toxina produzida pelo Bactéria Clostridium botulinum. É uma doença rara e potencialmente fatal. Em cavalos, sinais de fraqueza muscular, às vezes paralisia, aparecem como resultado da infecção. Normalmente, os cavalos também têm tremores musculares.

O botulismo em equinos é uma doença grave que afeta o sistema nervoso eqüino e pode levar à paralisia, comprometimento respiratório, sintomas de estrangulamento, cegueira e morte.

botulismo em cavalos

Pode ser contraída através de alimentos ou água contaminados ou ingestão de alimentos contaminados com fezes de um animal infectado.

Sinais Clínicos de Botulismo Equino

Baixos níveis de oxigênio, como os encontrados no feno úmido ou na silagem, inibem a germinação dos esporos (que são o principal veículo de transmissão) e, portanto, reduzem ou impedem a colonização. 

Íleo (dor abdominal) é classicamente observado em cavalos com botulismo, mas nem todos experimentarão esse sintoma. Outros sinais clínicos incluem:

  • Baba excessiva (ptialismo) que pode ser devido à paralisia da língua.
  • Ataxia central, em que a cabeça é erguida com as orelhas para cima.
  • Fraqueza nos membros (especialmente ataxia) e músculos.
  • Dificuldade respiratória (dificuldade em respirar ou não respirar).
  • Vômitos (às vezes devido à paralisia do intestino).

Alimentos ricos em tiamina (vitamina B1) são considerados protetores contra infecções, mas podem não ser suficientes por si só para prevenir ou inibir o botulismo. A atividade reduzida não é um sinal de infecção. 

Se o seu cavalo estiver ativo e se movimentando normalmente, isso não significa que ele esteja infectado. Pode ser um sinal precoce de antraz, micoplasma ou tétano.

Os dois principais agentes de doenças do botulismo em cavalos

Os dois principais agentes de doenças são o Clostridium botulinum que produz a toxina que lhes dá o nome, e o Clostridium tetani que só produz a toxina quando está em condições anaeróbicas (níveis de oxigênio extremamente baixos). 

Os esporos de Clostridium botulinum produzem uma neurotoxina que afeta os nervos do corpo e causa a doença semelhante ao tétano. Os esporos podem ser transportados nas fezes de cavalos suscetíveis e, se alimentos contaminados forem ingeridos por outros cavalos, os esporos podem causar doenças. Antraz e micoplasma também podem causar botulismo.

As causas do botulismo equino

Como veterinário de equinos, sempre fui fascinado pelo que os cavalos são capazes, mas há uma parte do cavalo que parece me confundir. Essa parte é o trato gastrointestinal.

A maneira como um cavalo processa sua comida e os fortes laços que existem entre o processo digestivo e a respiração de um cavalo podem resultar em uma situação infeliz chamada botulismo. O botulismo é uma toxina nervosa que é encontrada em alimentos processados ​​inadequadamente.

Quando a bactéria Clostridium botulinum está presente na carne, especialmente carnes mal cozidas, pode produzir uma neurotoxina mortal. A toxina não vem da própria bactéria, mas sim das toxinas que ela produz quando é ingerida.

As toxinas se ligam a receptores específicos nas células nervosas e, por fim, danificam-nas. As células nervosas são responsáveis ​​por controlar o movimento muscular e são responsáveis ​​pelo processo de respiração automática do seu sistema respiratório.

As causas do botulismo são uma neurotoxina produzida por um fungo conhecido como Clostridium botulinum. Esses esporos são encontrados tanto no solo quanto na água, com cavalos bebendo de lagoas ou córregos contaminados, ingerindo alimentos afetados (feno, grãos) ou mesmo ingerindo o fungo diretamente.

Clostridium botulinum existe em duas formas, A e B, sendo apenas C. botulinum tipo B responsável por causar botulismo. Entre os cavalos, existem duas cepas rotuladas como A e B. O botulismo é comumente visto em potros com menos de seis meses de idade, mas os adultos também são suscetíveis à toxina.

Após a ingestão, os esporos crescem em células vegetativas que produzem uma toxina que é então liberada no sistema digestivo.

botulismo infográfico em cavalos


 

O compartilhamento é cuidar!

AUTOR

Projeto dedicado a apoiar e ajudar a melhorar a Medicina Veterinária. Compartilhando informações e levantando discussões na comunidade veterinária.

Recomendado

pediátrico para cães

Pedialyte para cães: 2024 atualizado

8 min read

Subscreva a nossa newsletter

Deixe seu e-mail abaixo para fazer parte do time I Love Veterinary e desfrutar de novidades regulares, atualizações, conteúdo exclusivo, novidades e muito mais!