Síndrome de Fading Kitten: O que é e é TRATÁVEL?

Foto do autor
Publicado em

O blog I Love Veterinary é suportado pelo leitor e podemos ganhar uma comissão de produtos comprados por meio de links nesta página, sem nenhum custo adicional para você. Saiba mais sobre nós e nosso processo de análise de produtos >

Um gatinho pode sobreviver à síndrome do desvanecimento do gatinho? 

Se você possui ou cria gatos, pode conhecer a Síndrome do Fading Kitten. É uma síndrome que se refere ao morte neonatal dos gatinhos desde o nascimento até ao desmame, sendo o risco maior na primeira semana de vida! 

Embora este seja um momento complexo e difícil para os gatinhos, a Síndrome do Gatinho Desvanecido não é necessariamente uma sentença de morte. Pelo contrário, o conhecimento da síndrome o ajudará a evitar que isso aconteça, e a intervenção e o tratamento precoces podem ajudar a dar aos seus gatinhos a melhor chance de chegar à idade adulta! Então, o que é essa síndrome realmente? Continue lendo! 

síndrome do gatinho desbotado
De Catt Leavitt‎: “Síndrome do gatinho desvanecido 😞 demos tudo o que tínhamos para salvar esse cara. Ele nasceu em um de nossos lares adotivos, a mãe veio com um grupo enorme em situação de açambarcamento. Ninhada de 5, todos os outros estão indo bem. Suspeitamos de má nutrição e endogamia
Pobre "Chance" tentou o seu melhor ❤ ️ e nós também.”

O que é a Síndrome do Gatinho Desvanecido?

Desvanecimento da síndrome do gatinho não é uma doença específica. Em vez disso, é uma coleção de sinais e sintomas. Então você poderia dizer que é simplesmente um termo genérico para gatinhos que ficam doentes nas primeiras semanas após o nascimento. 

Como não é uma doença única, os sintomas podem ser quase tão variados quanto o número de filhotes nascidos. Mas, muitas vezes, suspeita-se da síndrome do gatinho desbotado quando um gatinho começa a apresentar um declínio rápido da saúde em um curto período de tempo. Muitas vezes sem motivo aparente no início. 

A melhor maneira de ajudar esses gatinhos é levá-los aos cuidados de um veterinário que pode, não importa o que aconteça, ajudar a elaborar um plano de tratamento. Mas, um veterinário também pode encontrar uma causa, dando ao gatinho uma chance ainda maior de sobrevivência! 

As causas da condição

Mas quais são as causas da Síndrome do Gatinho Desvanecido? Uma das coisas desafiadoras da Síndrome do Gatinho Desvanecido é que muitas vezes não há um diagnóstico específico. Em até 80% dos casos, a condição é considerada idiopática, o que significa que o veterinário não pode determinar nenhuma causa direta. 

Infelizmente, isso significa que muitas vezes não sabemos o que faz com que alguns gatinhos fiquem doentes e possivelmente morram de repente. Todo o tempo, seus irmãos de ninhada continuam a crescer felizes e saudáveis. Tudo o que sabemos é que isso pode ocorrer devido a uma variedade de razões e fatores, incluindo: 

  • Defeitos congênitos. 
  • Fatores Ambientais.
  • Infecções (bacterianas ou virais) 

Como o sistema imunológico do gatinho ainda não está totalmente desenvolvido, mesmo fatores insignificantes e aparentemente sem importância podem fazer com que os gatinhos fiquem doentes. Simplesmente desencadeando um efeito dominó. Levando à Síndrome do Gatinho Desvanecido. Alguns exemplos de “pequenos” problemas que podem se tornar grandes são os seguintes: 

Problemas genéticos

Também chamados de defeitos congênitos, os problemas genéticos são problemas com os quais os gatinhos nascem. Isso poderia, por exemplo, ser a condição cardíaca chamada cardiomiopatia hipertrófica (CMH). 

A CMH é uma das doenças cardíacas mais comuns em gatos, acredita-se ser hereditária e frequentemente observada em gatos com pedigree. Isso faz com que os músculos do coração engrossem e enrijeçam, causando má função cardíaca. 

Infecções bacterianas ou virais

Como todos os indivíduos jovens, os gatinhos são suscetíveis a contrair infecções. Essas infecções podem ser de origem bacteriana e viral. Uma área que é propensa a infecções em recém-nascidos é o umbigo. 

Uma infecção no umbigo também é chamada onfaloflebite. Aqui as bactérias se infiltram do umbigo na corrente sanguínea, causando septicemia (envenenamento do sangue) que pode levar à eventual morte em gatinhos jovens

Infecções parasitárias 

Quase todos os gatinhos pequenos pegam alguns parasitas de sua mãe. Embora muitos gatinhos possam combatê-lo sozinhos ou simplesmente não ficarem doentes, isso varia muito. Mas, o que pode começar como um pequeno e simples caso de diarreia, pode levar a um rápido declínio na Síndrome do Gatinho Desvanecido. 

Existem muitas causas possíveis, e é fundamental que qualquer pessoa que manuseie gatinhos recém-nascidos conheça os sinais da Síndrome do Gatinho Desvanecido para dar a eles a melhor chance de sobrevivência. 

Sintomas e sinais associados à síndrome do gatinho desbotado

Com tantas causas, os primeiros sintomas da Síndrome de Fading Kitten são muitas vezes muito sutis. Mas, um dos primeiros sinais de que algo está errado é muitas vezes a falta de ganho de peso. Como regra geral, os gatinhos devem ganhar 10 g de peso todos os dias. 

Portanto, pode ser um sinal precoce de doença, ou Síndrome do Gatinho Desvanecido, se esse ganho de peso parar repentinamente, diminuir ou especialmente se o gatinho começar a perder peso! 

Outro sinal é se o gatinho parece estar “se desenvolvendo” mais devagar que os outros. Talvez não seja tanto brincar ou amamentar; talvez a rainha esteja até afastando o gatinho! 

Outros sinais mais gerais da síndrome do gatinho desbotado incluem: 

  • Perda de apetite 
  • Fraqueza ou ser letárgico 
  • Falta de sons (como miando
  • Um casaco maçante ou "desigual"

Se um dos gatinhos, ou todos eles, estiverem apresentando os sinais acima, é crucial entrar em contato com um veterinário. 

gatinho cinza doente
Síndrome do desbotamento do gatinho: o que é e é tratável? I Love Veterinary - Blog para veterinários, técnicos veterinários, estudantes

Opções de tratamento disponíveis

Um gatinho pequenino não possui sistema imunológico adequado para auxiliar no combate a qualquer tipo de doença. Você deve, portanto, nunca hesitar em entrar em contato com um veterinário se estiver preocupado de alguma forma com seus gatinhos, 

Um veterinário poderá ajudá-lo a determinar qual é a melhor causa de ação para o seu gatinho doente. O tratamento pode incluir reidratação com líquidos, alimentação assistida, medicamentos antibacterianos ou medicamentos antiparasitários, bem como muito carinho e carinho. 

É importante lembrar de uma coisa crucial: infelizmente, um veterinário pode não ser capaz de salvar todos os gatinhos doentes. Na grande maioria dos casos, não é por culpa dos proprietários ou falta de vontade ou habilidade do veterinário. Gatinhos pequeninos são frágeis e às vezes ficam muito doentes e, em alguns casos, o melhor que podemos fazer por eles é dar-lhes paz. 

Novamente, um veterinário é a melhor pessoa para entrar em contato para ajudá-lo a tomar essas decisões e orientá-lo sobre o que é melhor para você e seu gatinho. 

Como os donos de animais de estimação podem ajudar os gatinhos com a síndrome do desvanecimento do gatinho?

Se você suspeitar que um gatinho está sofrendo da Síndrome do Gatinho Desvanecido, a melhor coisa que você pode fazer para ajudar é procurar assistência médica de profissionais veterinários. No entanto, até lá, manter o gatinho aquecido é essencial. Enrole uma pequena toalha quente ao redor do gatinho para manter o calor do corpo. Apenas certifique-se de que não está muito quente, pois os gatinhos também são facilmente queimados. 

Se o gatinho parecer fraco, esfregar um pouco de água com açúcar nas gengivas pode ajudar a manter o açúcar no sangue alto. O baixo nível de açúcar no sangue é perigoso para os gatinhos, especialmente se estiverem doentes, e um pouco de açúcar definitivamente não o prejudicará. Só não exagere. Mas, novamente, é apenas uma ajuda temporária ao entrar em contato com um profissional. 

Com que idade os gatinhos desenvolvem a síndrome do gatinho desbotado? 

A Síndrome do Gatinho Desvanecido afeta os gatinhos com mais frequência nas primeiras quatro a seis semanas de vida, ou até que sejam desmamados da mãe. Ao se apresentar na clínica veterinária, tratá-los pode ser difícil tanto para os proprietários quanto para os profissionais – mas não é impossível. 

A primeira e mais importante coisa é realizar um exame completo como faria com qualquer outro paciente. A partir de agora, testes de diagnóstico, como amostras de sangue, podem ser usados ​​para ajudar a determinar se alguma doença (facilmente) tratada está presente. 

Estes podem, por exemplo, ser infecções respiratórias, infecções no umbigo ou parasitas gastrointestinais. 

Também é importante tratar sintomas secundários como hipotermia (baixa temperatura corporal), desidratação e hipoglicemia (baixo nível de açúcar no sangue) o mais rápido possível por meio de cuidados de suporte. Para evitar que a condição do gatinho se deteriore ainda mais. 

Em casos avançados, os gatinhos podem não sobreviver, por mais que o profissional trabalhe. Em alguns casos, eutanásia pode ser a solução mais humana para o gatinho. Mas, com intervenção e tratamento precoces e urgentes, você e o gatinho podem evitar isso! 

Prevenção de FKS em gatos

Mesmo que você conheça todos os sinais da Síndrome do Fading Kitten de cor e já tenha ajudado a criar várias ninhadas de gatinhos antes, não há como evitar que isso aconteça. A melhor coisa que você pode fazer é monitorar os gatinhos e a rainha regularmente e sistematicamente.

Acompanhe o quanto os gatinhos estão comendo e, ainda mais importante, quanto peso eles estão ganhando. Um gatinho pequeno deve crescer diariamente. Uma das melhores maneiras de monitorar se um gatinho está crescendo corretamente é compará-lo com seus irmãos de ninhada. 

Se um único gatinho não está crescendo tanto quanto os outros ou de repente para de crescer, é motivo de preocupação e você deve entrar em contato com seu veterinário para obter mais orientações. 

Apenas lembre-se, embora algumas das causas da Síndrome do Gatinho Desvanecido possam ser infecciosas e contagiosas, se este for o caso, todos os gatinhos podem ser afetados e, portanto, todos podem retardar seu ganho de peso! 

Outra maneira de ajudar a prevenir a Síndrome do Gatinho Desvanecido é garantir que a gata esteja saudável e alimentada com ração nutritiva para gatos, feita para gatas grávidas ou lactantes. 

rainha lactante

O último miado

Desvanecimento da síndrome do gatinho é uma coisa horrível de se experimentar como dono de um gatinho – e ainda mais como um gatinho. Mas, conhecer os sinais da síndrome do gatinho desbotado e o que procurar, e ainda mais importante, quando chamar um veterinário, é a melhor maneira de ajudar seus gatinhos a crescer e se tornarem gatos fortes, bonitos e saudáveis! 

O compartilhamento é cuidar!

Foto do autor

AUTOR

Com mestrado em veterinária pela Universidade de Copenhague em 2023, o percurso acadêmico deste talentoso escritor culminou em uma tese focada na "Viabilidade do uso de ultrassom do abdômen para diagnóstico precoce de enterocolite necrosante em porcos neonatos". Além disso, sua dissertação investigou o intrigante tópico "Acúmulo de mercúrio em cães de trenó da Groenlândia". Além de suas conquistas acadêmicas, sua paixão pela saúde animal se funde perfeitamente com seu amor pela escrita. Ela se destaca por harmonizar a precisão clínica com a expressão literária, elaborando artigos que ressoam com o coração de sua profissão veterinária.