Como cuidar de um cão idoso

publicado por Daniel Smith

Atualizado em

O blog I Love Veterinary é suportado pelo leitor e podemos ganhar uma comissão de produtos comprados por meio de links nesta página, sem nenhum custo adicional para você. Saiba mais sobre nós e nosso processo de análise de produtos >

Todos nós envelhecemos em algum momento – é como parte do ciclo da vida! Mas, infelizmente, o envelhecimento progride a um ritmo muito mais rápido em cães do que em humanos. Então, por mais que queiramos estar com eles todos os dias de nossas vidas, é provável que eles sejam os primeiros a experimentar sinais de envelhecimento.

Quando os cães envelhecem, tornam-se menos ativos fisicamente, sua audição e visão não são mais tão nítidas como eram antes, e tornam-se mais vulneráveis ​​a vários tipos de doenças. Como pais de patas, a melhor coisa que podemos fazer por eles é fazer os ajustes e intervenções necessários para garantir que permaneçam felizes e saudáveis, mesmo quando se aproximam de seus anos de crepúsculo.

A genética e o estilo de vida desempenham papéis significativos no processo de envelhecimento do seu cão. Isso significa que quanto mais cedo você introduzir hábitos saudáveis ​​na rotina de cuidados com seu pet, mais fácil será gerenciar a saúde dele quando ele envelhecer.

Como os pais de animais de estimação podem ajudar seus bebês peludos a viver confortavelmente durante seus anos de crepúsculo? Aqui estão algumas recomendações para cuidar de animais de estimação idosos.

Untitled design 60 I Love Veterinary - Blog para Veterinários, Veterinários, Estudantes

1. Tudo começa com uma dieta adequada.

          Claro, no topo da nossa lista está a dieta adequada. O que alimentamos nossos cães diariamente acabará por manifestar seus efeitos fisicamente em nossos filhotes, por isso é importante investir em alimentos nutritivos e de qualidade para o seu Fido, mesmo quando ele ainda é jovem.

À medida que seu companheiro canino envelhece, certifique-se de que ele receba uma dieta que contenha nutrientes essenciais necessários para apoiá-lo.

A seguir estão apenas alguns dos nutrientes que você deve incluir na ingestão diária de alimentos do seu cão:

  • Antioxidantes: ajuda a combater o câncer e melhorar o metabolismo
    • L-carnitina: previne o ganho de peso
    • L-lisina e taurina: ajuda no desenvolvimento de músculos e ossos fortes
    • Probióticos: melhora o sistema digestivo do seu cão

Incorpore também alimentos ricos em ácidos graxos ômega na dieta do seu cão. Omega provou ter muitos benefícios para a saúde dos cães, como reduzir os efeitos das alergias e promover a saúde da pele e dos olhos.

Se o seu cão é um comedor exigente ou tem um estômago sensível, eles podem se beneficiar de probiótico suplementos ou ajustando sua ingestão de alimentos para uma dieta branda temporariamente. Para obter mais dicas de alimentação para cães com estômagos sensíveis, consulte este guia final.

Untitled design 62 I Love Veterinary - Blog para Veterinários, Veterinários, Estudantes

2. Mantenha seu cão em movimento.

Quando um cão começa a envelhecer, sua taxa de metabolismo também começa a cair. Isso aumenta a probabilidade de obesidade.

De acordo com Associação para a Prevenção da Obesidade em Animais de Estimação, cerca de 53% dos cães estão com sobrepeso ou obesos. Esta é uma taxa bastante alarmante, uma vez que a obesidade pode diminuir a expectativa de vida de um cão e aumentar seu risco de várias doenças metabólicas e complicações ortopédicas.

Fazer com que os cães mais velhos passem todos os dias pode ser um desafio, mas valerá a pena a longo prazo. Mantê-lo ativo pode ajudar a manter o peso do seu cão e retardar os efeitos físicos do envelhecimento. Você só precisa ter mais cuidado ao definir a duração e a intensidade da rotina diária de exercícios do seu cão. Quando você perceber que seu cão já está com dificuldade para andar, consulte seu veterinário imediatamente. É importante ajustar a rotina de exercícios do seu cão de acordo com sua condição geral de saúde, para não sobrecarregar seus músculos e ossos.

Também é recomendável estocar AINEs, pois eles podem ajudar muito a reduzir o desconforto e melhorar a mobilidade em cães idosos. No entanto, lembre-se de usar apenas produtos prescritos pelo seu veterinário, pois alguns medicamentos podem ser perigosos quando combinados. Se o seu cão começar a ter problemas nas articulações, você pode conferir o melhores suplementos para articulações e consulte o seu veterinário sobre como dá-los ao seu cão.

3. Visite seu veterinário com frequência

Não podemos enfatizar o suficiente a importância de cuidados veterinários regulares, ainda mais para cães idosos. Cães mais velhos têm níveis de imunidade mais baixos, o que os torna vulneráveis ​​a doenças. A AAHA recomenda que os animais de estimação idosos sejam submetidos a um exame geral de saúde a cada seis meses.

Reservar tempo (e orçamento!) para o check-up regular do seu cão ajudará a garantir que ele não tenha anormalidades de saúde clinicamente inativas. Caso haja sinais de uma determinada doença, detectá-la precocemente pode aumentar a probabilidade de sobrevivência do seu cão e melhorar sua qualidade de vida, mesmo durante seus anos dourados.

Untitled design 61 I Love Veterinary - Blog para Veterinários, Veterinários, Estudantes

4. Fique de olho na saúde bucal dele.

Doenças de dentes e gengivas podem causar dor excruciante na boca do seu cão, afetando assim o apetite. Germes e bactérias também podem passar das gengivas para a corrente sanguínea do seu cão e podem afetar seus órgãos internos. Isso pode ser altamente perigoso para cães idosos, pois seus sistemas imunológicos já podem estar comprometidos.

Certifique-se de ter as ferramentas certas para escovar os dentes do seu cão. Pasta de dente para cachorro e pasta de dente humana não são a mesma coisa, e sob nenhuma circunstância você deve usar pasta de dente humana para limpar a boca do seu cão. Se você ainda não está confiante em escovar os dentes do seu filhote, você pode levá-lo a uma loja de pet care mais próxima, onde um especialista em cuidados com cães pode atender às suas necessidades e confira nosso 5 dicas para melhorar a saúde bucal do seu cão.

Você também pode tentar dar ao seu cão mais velho alguns brinquedos de mastigar ou discos de frisbee de borracha (com a aprovação do seu veterinário se ele determinar que os dentes do seu cão ainda estão saudáveis ​​o suficiente). A mastigação ajuda a fortalecer os músculos da mandíbula do seu cão, remove os detritos dos dentes e fornece a ação do fio dental para limpar as áreas da boca de difícil acesso. Brinquedos de mastigar e discos de borracha também são bons para brincadeiras supervisionadas para ajudar a estimular a atividade mental do seu cão.

5. Torne sua casa “à prova de cães idosos”.

Cuidar de um cão idoso pode ser um desafio, especialmente para pais de primeira viagem. O bebê peludo com quem você costumava brincar todos os dias agora está se movendo mais devagar e acha difícil ver e ouvir as coisas com clareza. Para ajudar seu cão idoso a realizar suas atividades diárias em casa com mais facilidade, você precisa fazer alguns ajustes para transformar sua casa em um espaço seguro e adequado para cães idosos.

  • Coloque algum tipo de tira de aderência nos degraus se você tiver escadas escorregadias que representem alto risco de escorregar ou cair. Exemplos comuns são escadas feitas de madeira ou mármore. As pontas de aderência podem ajudar seu cão sênior a subir e descer as escadas com segurança.
  • Pisos de madeira podem ser escorregadios para andar. Para cães idosos com joelhos fracos, isso pode ser perigoso. Para ajudá-lo a andar em superfícies escorregadias, tente deixá-lo usar botas de cachorro com tração na parte inferior. Você também pode dar ao seu cão uma passagem designada colocando tapetes com almofadas antiderrapantes por baixo da casa.
  • À medida que seu cão envelhece, sua visão também pode ser danificada, levando até a cegueira em casos extremos. É importante manter sua casa o mais organizada possível para evitar que ele esbarre nas coisas, especialmente em áreas onde ele costuma brincar ou passear. Tente não mover as coisas de seus lugares regulares também para que ele possa se familiarizar com o espaço.
Untitled design 58 I Love Veterinary - Blog para Veterinários, Veterinários, Estudantes
Como Cuidar de um Cachorro Idoso Eu Adoro Veterinária - Blog para Veterinários, Técnicos Veterinários, Estudantes

6. Esteja presente para o seu cão.

          Durante esta temporada de sua vida, seu cão precisa de sua paciência extra e carinho. Ele pode não ser capaz de ver ou ouvir como antes, mas ele definitivamente valoriza cada abraço, beijo e carinho que você dá a ele. Pode haver momentos em que seu cão pode ficar irritado ou difícil de agradar, mas isso não significa que ele te ama menos. Cães idosos precisam de nossa atenção e paciência mais do que nunca e, como pais de patas, temos que garantir que suas necessidades emocionais sejam atendidas.

          Com certeza é de partir o coração ver nossos bebês peludos envelhecer dia a dia e vivenciar as dificuldades causadas pelo envelhecimento. A melhor coisa que podemos fazer é estar lá para eles, encontrar maneiras de diminuir sua dor e desconforto e preencher seus últimos anos com amor e carinho - assim como eles nos encheram de alegria e conforto em suas próprias pequenas maneiras, especialmente nos momentos em que mais precisávamos.

O compartilhamento é cuidar!

AUTOR

Dani Smith é criadora de conteúdo para IDs de cachorro. Além de escrever, você a encontrará andando de mountain bike com seu cachorro Crash, assistindo sua série favorita ou preparando comida para sua próxima refeição rica em carboidratos.

Recomendado

Dia Mundial do Veterinário

Comemorando o Dia Mundial da Veterinária de 2024

5 min read

Subscreva a nossa newsletter

Deixe seu e-mail abaixo para fazer parte do time I Love Veterinary e desfrutar de novidades regulares, atualizações, conteúdo exclusivo, novidades e muito mais!